Louco Por Elas

http://2.bp.blogspot.com/-8MR6_xgFWGQ/T4T63NHjcxI/AAAAAAAAKdI/Exi9-sBrE2Y/s1600/louco%2Bpor%2Belas.jpg

Sinopse

Léo (Eduardo Moscovis) é técnico de futebol de praia e treina um time feminino adolescente. Apesar de amar o que faz, sempre fica às margens da vitória. Ele mora com a avó Violeta (Glória Menezes) no bairro de Santa Teresa, no Rio de Janeiro, e permanece com ela antes, durante e depois do casamento com Giovana (Deborah Secco). A separação aconteceu porque Giovana se cansou da falta de ambição do marido e decidiu investir na carreira, em uma trajetória bem-sucedida. Os dois reconhecem as diferenças e as divergências radicais entre eles, mas ainda caem de amores um pelo outro e, às vezes, deslizam na tarefa de ficarem separados.

Giovana teve uma filha antes do casamento, Bárbara (Luisa Arraes), que é criada por Léo. A adolescente enxerga nele uma figura paterna, porém, provoca o padrasto sempre que possível. Na verdade, os conflitos só escondem uma especial identificação que existe entre eles

Juntos, Léo e Giovana tiveram Theodora (Laura Barreto), a intelectual da família, que peca na falta de sutileza com os seus comentários. A menina tem muita afinidade com a avó e viaja com a senhora para um mundo lúdico que só existe na mente de Violeta (Glória Menezes). Mas não é certo confundir isso com alguma doença. Violeta usa dessa "loucura não diagnosticada" para conseguir o que deseja, e, muitas vezes, aproximar as pessoas que ama.

Elenco

EDUARDO MOSCOVIS - Léo (Leonardo Henrique)
DÉBORAH SECCO - Giovana
LUIZA ARRAES - Bárbara
LAURA BARRETO - Theodora
GLÓRIA MENEZES- Violeta

Abertura



Bastidores

João Falcão assim define Louco por Elas:

"É uma comédia sobre mulheres, através da ótica masculina. Eu queria algo contemporâneo, que fosse diferente da comédia romântica do casal."

Para escrever o seriado, João Falcão se inspirou na observação das relações entre homens e mulheres. Atento aos detalhes, dilemas e situações cômicas, optou por retratá-las em diferentes papéis: a romântica, a amiga, a filha, a mãe, a avó, a secretária, a chefe, a aluna, a professora. Entre todas elas, a figura masculina, que quer buscar o seu lugar, num duelo permanente entre o fascínio e a loucura deste convívio. O autor também usou elementos de suas experiências pessoais na concepção do projeto.

Créditos

Globo - 23h
estreia: 13 de março de 2012
de João Falcão
colaboração de Adriana Falcão, Clarice Falcão, Jo Abdu e Gregório Duvivier
direção de Flávia Lacerda e Allan Fiterman
redação final e direção geral de João Falcão
direção de núcleo de Guel Arraes

0 comentários:

Postar um comentário

Poste aqui seu comentário.